Notícias

Covid-19 faz crescer interesse em desmobilização de seminovos de forma digital

Covid-19 faz crescer interesse em desmobilização de seminovos de forma digital

por MARKETING

Com a pandemia do novo coronavírus, a possibilidade de negociar veículos de forma digital (sempre depois de no mínimo 12 meses ou mais de uso), está ganhando fôlego entre as transformações na cadeia produtiva da locação de automóveis. Nesse setor, a desmobilização de seminovos atende à necessidade de gerar capital para recompor a frota, que depende muito de renovação constante.

“Recompor a frota faz parte da essência do negócio de locação”, ratifica o presidente da ABLA, Paulo Miguel Junior. Não à toa, o interesse de locadoras sobre a forma digital de negociar seminovos está gerando mudanças no mercado. Exemplo disso é a mais recente iniciativa da plataforma Auto Avaliar, que já tem mais de 180 mil transações por ano e mais de 30 mil lojistas compradores, e que passou a publicar veículos com custo zero para associadas da ABLA.

A publicação ocorre em uma área exclusiva para locadoras na plataforma Auto Frotas, para que os potenciais compradores visualizem e possam enviar propostas diretamente para as associadas. Alessandro Rodrigues, da Auto Avaliar, reitera que a locadora fica com total controle sobre aceitar ou não cada oferta. “Tudo ocorre com custo zero para a associada da ABLA, com exceção do laudo cautelar, que custa R$ 120 e que, ao ficar com a locadora, se transforma em benefício para a empresa”.

Conforme o mais recente Censo do setor de aluguel de veículos, ao final de 2019 o Brasil contava com 10.812 empresas de locação de veículos. Juntas, essas empresas mantêm quase 1 milhão de veículos. Vale lembrar que, embora a forma de desmobilização seja digital, na parceria entre ABLA e Auto Avaliar existe apoio para as locadoras associadas por parte de profissionais especializados em desmobilização frotas.