No Paraná, setor de locação se aproxima do turismo e do agro

por Tércio Gritsch

Tércio Bergel Gritsch - PR (1)A atividade de locação de veículos no Paraná está em transformação, devido a fatores como o surgimento de aplicativos de transporte e o desenvolvimento do turismo e do agronegócio. A avaliação é de Tércio Gritsch, diretor regional da ABLA no estado, para quem um dos grandes desafios do setor no Paraná está em saber lidar com a heterogeneidade daquele mercado.

“Nós, da ABLA, trabalhamos para integrar as locadoras associadas da capital e de Foz de Iguaçu, importantes para o atendimento de turistas de negócios e de lazer, com as locadoras do interior, cujos mercados mais expressivos estão no agronegócio”, descreve Gritsch.

Essa troca de informações tem sido interessante e produtiva, conforme a avaliação do diretor regional. “Nos cursos da Uniabla [universidade corporativa do setor] ou em outros eventos, reunimos associados destes diferentes segmentos para também trocarem experiências sobre os seus diversos mercados”, afirma Gritsch.

No Paraná, as locadoras associadas da ABLA têm tido oportunidades para se prepararem para lidar com as inovações tecnológicas e econômicas que se tornaram constantes neste século. “As empresas do nosso estado estão demonstrando cada vez mais interesse em conhecimentos que tornem possíveis as transformações para o novo momento do mercado paranaense, brasileiro e mundial”, diz Gritsch. “Temos a vantagem de estarmos em um setor em voga hoje, que é o setor da mobilidade”.

O diretor regional da ABLA defende que também há espaço para as pequenas locadoras. “Cada empresa tem sua particularidade e as pequenas e médias conseguem atender mais facilmente os seus clientes, por exemplo, de modo personalizado”, diz ele. Mesmo assim, Gritsch ressalta a necessidade de maior e mais constante integração entre as locadoras. “O Brasil está em transformação”, acrescenta. “Como diretor regional da ABLA, tenho de estar muito inteirado sobre o que está acontecendo, até porque os associados demandam saber sobre ações estamos tomando para desenvolver o setor de locação”.

Nos últimos anos, o setor cresceu no Paraná, inclusive com a abertura de novas locadoras: ao final de 2018, o total de empresas no estado atingiu 827 empresas, 271 a mais que em 2017.  Juntas, elas operam uma frota de mais de 37 mil veículos emplacados no Paraná, segundo dados apurados pelo SERPRO.